MENU

17/06/2024 às 11h30min - Atualizada em 17/06/2024 às 11h30min

Imprensa corporativa tenta criminalizar a opinião de ativistas digitais de esquerda, diz Paulo Pimenta

247 - O ministro Paulo Pimenta, da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, foi às redes sociais contestar as reportagens da imprensa corporativa divulgadas recentemente comparando os ativistas digitais de esquerda ao gabinete do ódio, que funcionava durante o governo de Jair Bolsonaro. 

Os ataques foram feitos por veículos como O Estado de S. Paulo e O Globo, que buscaram igualar os influenciadores digitais aos bolsonaristas, notórios pelo espalhamento de fake news. Segundo Pimenta, a comparação é descabida.

"Não existe nem nunca existiu ‘gabinete’ nenhum envolvendo governo e comunicadores de esquerda para fazer luta política ou algo parecido. É uma tentativa irresponsável de igualar um esquema criminoso de produção industrial de mentiras e desinformação com opinião de ativistas digitais progressistas. Nunca existiu, repito, nada semelhante ao ‘gabinete do ódio’, que se utilizou de recursos públicos e com a máquina do Estado para investigar e atacar adversários", escreveu Pimenta na rede social X (antigo Twitter), neste domingo (16).

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://rascunhox.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp