MENU

12/06/2024 às 13h01min - Atualizada em 12/06/2024 às 13h01min

A Inteligência Artificial começa a alicerçar a construção civil

Já é de conhecimento geral que a Inteligência Artificial (IA) está se tornando uma ferramenta revolucionária, e seus impactos já podem ser sentidos no setor da construção civil. E não há elemento da cadeia produtiva que deve ficar de fora dessas mudanças, do relacionamento com os clientes aos canteiros de obras, também com grandes efeitos no setor imobiliário.
A expectativa é que as ferramentas de IA ajudem a dinamizar e dar tração à recuperação do setor, que fechou o ano de 2023 com números abaixo do esperado. A expectativa da Câmara Brasileira da Indústria e da Construção (CBIC) é que o setor cresça 2,9% em 2024, um ano eleitoral — em geral marcado por aquecimento no setor de obras públicas e infraestrutura. A aposta do governo federal nos programas Minha Casa, Minha Vida e PAC – Programa de Aceleração do Crescimento também aponta nessa direção.
Uma área que pode se beneficiar muito desses avanços é a da gestão dos pontos de venda, os chamados PDVs. Programas de IA podem ajudar as empresas a venderem mais e melhor os seus empreendimentos, já que conseguem analisar uma grande quantidade de dados, inclusive em tempo real. São os sistemas de CRM (Customer Relationship Management, ou Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente).
Outra das inúmeras possibilidades trazidas por essas ferramentas é trabalhar a precificação de forma dinâmica, de forma combinada com o estoque. Dessa forma, os preços podem se ajustar em tempo real, potencializando os lucros — uma feature particularmente interessante para as empresas que têm plataformas online para realizar suas vendas.
Na outra ponta do negócio, a IA também traz uma série de possibilidades para os clientes e usuários. Já pensou, por exemplo, estar fazendo compras em uma loja de material de construção, chegar no check out e ganhar um desconto surpresa para ser usado imediatamente? A automatização de tarefas complexas permite que haja esse nível de customização de serviços.
Ela também é fundamental na dinâmica do ciberespaço e das redes sociais, que hoje é o grande balcão de negócios global. As ferramentas de IA ajudam os usuários a encontrarem mais facilmente o que procuram, ou, às vezes, até mesmo o que não sabiam que estavam procurando. Assim, com base em seus hábitos passados no ambiente digital, os algoritmos conseguem prever o que uma pessoa provavelmente gostaria de encontrar.
Um exemplo interessante das possibilidades dessas ferramentas é o seu emprego na busca por para obter melhores leads para vendas com o email marketing. É o famoso desconto para quem desistiu de um carrinho no e-commerce, que todos certamente já receberam em algum momento: análise massiva de dados, automatização de gestão de preços e relacionamento com o cliente, tudo isso em tempo real.
Portanto, não há exagero nenhum em dizer que, no que diz respeito aos caminhos abertos pelas tecnologias de IA, o céu é o limite. As marcas podem melhorar os serviços pós-venda e analisar hábitos e interesses dos consumidores com base no comportamento nas lojas — informações que as próprias empresas já têm em mãos. Com isso, é possível gerar maior engajamento e fidelização dos clientes, o que tem um valor inestimável em meio à acirrada concorrência do setor nos dias atuais. Mais que o futuro, a IA é o presente.

Michel Sentinelo, gerente de Marketing e Comunicação da Montana Química, é especialista em Propaganda e Marketing pela ESPM.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://rascunhox.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp