MENU

21/12/2023 às 12h30min - Atualizada em 21/12/2023 às 12h30min

Polícia Civil prende quase dois mil acusados de violência contra a mulher em Alagoas este ano

Em 2023, 5.520 medidas protetivas de urgência foram requeridas no Estado, sendo 2.933 somente em Maceió

Os dados revelados pela Coordenação das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher indicam que, durante este ano, foram requeridas 5.520 medidas protetivas de urgência no Estado, sendo 2.933 somente em Maceió.

Ao todo, em Alagoas, foram presos 1.917 envolvidos em violência contra a mulher. Em Maceió foram 545 prisões.

 

As estatísticas mostram que os crimes de maior incidência foram ameaça (28%), lesão corporal (21%), injúria (11%), descumprimento de medida protetiva (6%) e difamação (5%). A faixa etária predominante das vítimas é de 20 a 29 anos, em 31% das ocorrências.

 

A coordenadora das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher delegada Ana Luíza Nogueira, explica que o alto número de requerimentos de medidas protetivas de urgência representa maior confiança da sociedade nos órgãos de segurança pública e, sobretudo, menor tolerância das vítimas com relação à violência doméstica.

 

“Isso também se percebe com relação aos crimes de maior incidência. Tanto é que os de maior frequência são crimes de menor intensidade, a exemplo da ameaça, que figura no topo com 28% das ocorrências”, afirma a delegada.

 

Ana Luíza Nogueira reforça que os indicadores mostram uma menor tolerância aos crimes contra as mulheres que estão tentando romper o ciclo espiral da violência.

 

Outro dado importante, segundo ela, é a faixa etária predominante das vítimas, de 20 a 29 anos, representando 31% de todas as ocorrências.

“Isso indica que as novas gerações estão mais conscientes acerca dos direitos igualitários das mulheres”, concluiu a delegada.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://rascunhox.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp