MENU

20/12/2022 às 19h19min - Atualizada em 20/12/2022 às 19h19min

Frei que mantém 80 mendigos e doentes em Maceió sofre AVC; entidade pede ajuda à população

O Lar há 23 anos colhe mendigos de ruas e doentes abandonados pelas famílias nos hospitais

O Lar Santo Antônio de Pádua, que há 23 anos no conjunto Village Campestre mantém um histórico invejável de solidariedade na capital alagoana, sobretudo colhendo mendigos de ruas e doentes abandonados pelas famílias nos hospitais, enfrenta neste final de ano a sua fase mais delicada de sua vida. É que seu protagonista principal, o Frei José, de 74 anos de idade, se encontra internado no Hospital Metropolitano de Maceió, vítima de uma AVC ocorrido no último dia 11. O transtorno tem sido grande para os voluntários que ficaram à frente dos trabalhos da entidade.

Pois além do sentimento de tristeza e expectativa que reina entre todos os colaboradores que atuam no funcionamento do Lar Santo Antônio de Pádua, mediante as condições de saúde que enfrenta o “santo” administrador Frei José, vem a questão da movimentação financeira bancária da entidade com a ausência dele. É que o problema vem causando grande transtorno para garantir o pagamento de 18 funcionários que atuam nos serviços diariamente, além de outros compromissos financeiros, como gás, energia e água.


“Nós estamos fazendo uma campanha pelas redes sociais, apelando para que as pessoas que contribuem com doações em dinheiro e que habitualmente depositam no Banco do Brasil, que agora façam os depósitos na conta da Caixa, visto que somente o Frei José é quem controla os dados do BB e neste momento como todos sabem, ele se encontra internado e inconsciente” disse a voluntária Graziele Camila Lins Oliveira, técnica em enfermagem que há 8 anos atua no órgão.


 

Dados da conta bancária da Caixa Econômica em nome do Frei José

 

Camila diz que o Lar Santo Antônio de Pádua vem mantendo atualmente 78 pacientes com todas as refeições, pois, segundo ela, tem sido uma luta árdua, sem ajuda de governo. “As pessoas que conhecem nossos trabalhos, muitas delas contribuem com doações de alimentação e dinheiro, essa é a forma como temos mantido esse nosso trabalho em prol das pessoas pobres que enfrentam problema de saúde”, finalizou a jovem Graziele Camila.
no Vídeo, linke a baixo.
https://www.youtube.com/watch?v=_mXKjD406T8


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://rascunhox.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp